Introdu§£o ao LaTeX

download Introdu§£o ao LaTeX

of 22

  • date post

    07-Dec-2014
  • Category

    Education

  • view

    1.532
  • download

    7

Embed Size (px)

description

Introdução ao LaTeX

Transcript of Introdu§£o ao LaTeX

  • 1. Ciclo de Palestras LATEX 2 Introduo ao LATEX 2 Rodrigo Smarzaro smarzaro@ufv.br UFV 25/03/2014
  • 2. Contedo Contedo 1 Objetivos 2 Editores WYSIWYG Motivao 3 Introduo ao LATEX 2 Histrico Exemplos O que necessrio para comear? 4 Links teis Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 2 / 22
  • 3. Objetivos Objetivo da apresentao Mostrar quais so os problemas/limitaes dos processadores de texto convencionais Apresentar o TEX e o LATEX 2 e suas vantagens para documentos acadmicos Mostrar quais os componentes necessrios para se congurar um ambiente de trabalho LATEX 2 Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 3 / 22
  • 4. Editores WYSIWYG Motivao Motivao Situao hipottica 1 Voc est escrevendo sua monograa de 150 pginas cheia de guras e tabelas. Aps passar um dia inteiro ajustando cada gura e tabela na posio correta voc percebe que na primeira pgina de texto h um erro em um pargrafo que, aps corrigido, faz com que todas as guras e tabelas saiam dos seus lugares planejados. Situao hipottica 2 Na mesma monograa de 150 pginas seu orientador pediu para que voc ajustasse vrios trechos, o que causou a incluso ou excluso de vrias citaes no texto. Agora voc ter que revisar suas referncias e o texto para ter certeza que cada citao est nas referncias e cada referncia possui ao menos uma citao no texto. Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 4 / 22
  • 5. Editores WYSIWYG Motivao Leis do Word (e outros editores WYSIWG2 ) A probabilidade de problemas no arquivo diretamente proporcional importncia do documento A probabilidade de problemas no arquivo inversamente proporcional ao tempo que falta para o nal do prazo A probabilidade de problemas no arquivo diretamente proporcional ao tempo desde a ltima vez que o arquivo foi salvo A probabilidade de jogar o computador pela janela diretamente proporcional ao nmero de vezes em que se tem de arrumar a formatao/paginao do arquivo 1 Algum se identicou? 1 Adaptado de http://www.andy-roberts.net/writing/latex/benefits 2 What You See Is What You Get Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 5 / 22
  • 6. Editores WYSIWYG Motivao Editores WYSIWYG Editores WYSIWYG acabam distraindo o autor na preocupao com a formatao Autor deve se preocupar com o texto. Imaginem Shakespeare usando o Word e parando para pensar se o ttulo deve ser tamanho 12, 14, negrito. . . Os algoritmos de tipograa sacricam a qualidade em benefcio da velocidade para ajustar o resultado em tempo real para o usurio. A qualidade nal do texto prejudicada. A losoa WYSIWYG acaba fazendo o autor no estruturar o documento de maneira lgica Ex. Como voc cria um ttulo de captulo, seo, subseo no Word? Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 6 / 22
  • 7. Introduo ao LATEX 2 Histrico Breve Histrico TEX um programa tipogrco criado por Donald E. Knuth no nal dos anos 70 Knuth estava escrevendo seus livros (The Art of Computer Programming) e no estava satisfeito com a qualidade tipogrca. Knuth criou um que o satiszesse na qualidade: TEX Criada especialmente para mxima qualidade tipogrca das fontes e frmulas matemticas Desde ento Knuth oferece um dlar hexadecimal (10016 = 2.5610) para cada erro encontrado no cdigo do TEX (ou em algum de seus livros) Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 7 / 22
  • 8. Introduo ao LATEX 2 Histrico Breve Histrico O TEX tinha muita exibilidade, mas sua sintaxe ainda era em muito baixo nvel Dessa necessidade de simplicar o uso do TEX surgiu o LATEX LATEX um conjunto de macros que so executadas por cima do TEX Criada por Leslie Lamport em 1985 Sua verso mais recente a LATEX 2 A verso 3 do LATEX j est em desenvolvimento Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 8 / 22
  • 9. Introduo ao LATEX 2 Histrico Funcionamento do LATEX 2: Tipograa Tipograa: Typos (forma) + graphein (escrita) - A arte e o processo de criao na composio de um texto3 No processo tradicional de publicao: O autor produz o texto Um designer planeja o layout (fontes, colunas, margens) O tipgrafo produz a matriz para impresso do documento baseado nas anotaes do designer H uma separao clara entre contedo e estilo (layout) O LATEX 2 tem o papel do designer O TEX tem o papel do tipgrafo 3 http://pt.wikipedia.org/wiki/Tipografia Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 9 / 22
  • 10. Introduo ao LATEX 2 Histrico Funcionamento do LATEX 2 O TEX l um arquivo de entrada (.tex) e produz um arquivo de sada (.dvi - Device Independent File Format) Atualmente se utiliza mais o compilador pdfTeX que produz a sada direto em PDF Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 10 / 22
  • 11. Introduo ao LATEX 2 Histrico Por que usar o LATEX 2? Gratuito Qualidade visual no documento nal Estabilidade (Vem sendo usado desde os anos 80) Portabilidade (Unix, Linux, Windows, MacOS, DOS,. . . ) Controle preciso do documento. Nada de editor com vontade prpria Estabilidade no formato do arquivo (texto puro) Sem problemas entre verses como editores convencionais (Word6 Oce95 Oce 97 Oce 2000, 2007, 2013 . . . ) Sem presso por upgrades Sem vrus Sem erros de arquivos corrompidos/ilegveis (a no ser por falha de hardware) Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 11 / 22
  • 12. Introduo ao LATEX 2 Histrico Por que usar o LATEX 2? Excelente para textos longos Separao entre contedo e estilo Facilidade na gerao de sumrio, bibliograa, ndices, . . . Pode separar facilmente um texto longo em vrios arquivos para serem gerenciados mais facilmente Flexibilidade: Pacotes para diversas nalidades. O CTAN tem 4669 pacotes (em 24/03/2014) S para se trabalhar com cdigos-fonte de linguagens de programao h 44 pacotes diferentes4 J falei que gratuito? 4 http://www.ctan.org/topic/listing Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 12 / 22
  • 13. Introduo ao LATEX 2 Exemplos Exemplos de documentos gerados com LATEX 2 5 5 http://www.slideshare.net/XEmacs/latex-introduction-for-word-users Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 13 / 22
  • 14. Introduo ao LATEX 2 Exemplos Exemplos: Frmulas matemticas Cdigo LATEX 2 dfrac{dfrac{1}{x}+dfrac{1}{y}}{y-z} Resultado LATEX 2 1 x + 1 y y z Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 14 / 22
  • 15. Introduo ao LATEX 2 Exemplos Exemplos: Frmulas matemticas 2 Cdigo LATEX 2 sum_{k=1}^n k^2 = frac{1}{2} n (n+1) Resultado LATEX 2 n k=1 k2 = 1 2 n(n + 1) Cdigo LATEX 2 int_0^R frac{2x,dx}{1+x^2} = log(1+R^2) Resultado LATEX 2 R 0 2x dx 1 + x2 = log(1 + R2 ) Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 15 / 22
  • 16. Introduo ao LATEX 2 Exemplos Exemplos: Frmulas qumicas Cdigo LATEX 2 chemfig{A*6(-B-C-D-E-F-)} chemfig{*6(=-=-=-)} Resultado LATEX 2 A B C D E F Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 16 / 22
  • 17. Introduo ao LATEX 2 Exemplos Citaes e Referncias Bibliogrcas As citaes e referncias bibliogrcas so uma grande dor de cabea nos documentos acadmicos Gasta-se muito tempo na formatao e vericao das referncias O LATEX 2 gerencia as referncia por meio de um arquivo separado (tambm em formato texto puro) de entradas bibliogrcas Podemos facilmente modicar a formatao e estilo das citaes e referncias de maneira automtica O padro entradas bibliogrcas do LATEX chamado bibtex Formato praticamente universal. suportado pelos principais peridicos e ferramentas de consulta bibliogrca Rodrigo Smarzaro (UFV) Ciclo de Palestras LATEX 2 25/03/2014 17 / 22