Esta é a nossa fé

download Esta é a nossa fé

of 23

  • date post

    15-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    221
  • download

    3

Embed Size (px)

description

O catecismo ao longo dos tempos

Transcript of Esta é a nossa fé

  • Uma abordagem ao Catecismo da Igreja Catlica

  • UMA HISTRIA DO CATECISMO

    Do grego [katechismos] que significa instruo oral.

    No inicio do cristianismo os apstolos percorriam o mundo conhecido anunciando a BOA-NOVA, deixando aos convertidos o CREDO;

    No sculo I, surgiu a Didach- instruo sobre a doutrina e a liturgia

    Na poca da patrstica(secs. II-VII) destacam-se as cartas, as homilias, as catequeses mistaggicas dos padres( grandes pensadores) da Igreja;

    Durante a Idade Mdia a arte- a arquitectura, a escultura, a pintura so formas de fazer catequese.

  • UMA HISTRIA DO CATECISMO

    No sec. XVI, o movimento da Reforma levou a que a catequese se centrassem mais na Bblia e na Patrstica;

    Lutero escreve duas obras o Catecismo Maior para a instruo dos pais e dos pastores e Catecismo Menor destinado aos mais novos;

    No Concilio de Trento (1545-1563) a Igreja catlica sente a necessidade de se redigir um catecismo para a formao autntica dos procos- CATECISMO ROMANO (1566).

  • O CATECISMO ROMANO

    Estrutura do Catecismo Romano

    I. O Smbolo dos Apstolos

    II. Os Sacramentos

    III. O Declogo

    IV. A Orao do Senhor

    Catecismo passa a designar um documento emanado pela autoridade de um concilio, papa ou bispo que a exerce a sua autoridade magisteral e norma de f.

    A partir de ento pululam as edies de catecismos, seguindo o mtodo socrtico; isto , de pergunta resposta.

    A catequese associa-se cada vez mais escola.

  • No sculo XX, o papa Joo XXIII convoca o Concilio do Vaticano II(1962-1965) a fim de arejar a Igreja, de a trazer para este tempo, consequncia directa seria a redaco de um novo catecismo.

  • O papa Joo Paulo II em 1985 realizou um Snodo Extraordinrio dos Bispos a propsito do Conclio Vaticano II, estes lhe sugeriram que seja composto um Catecismo ou compndio de toda a doutrina catlica, tanto em matria de f como de moral, para que ele seja como um ponto de referncia para os catecismos ou compndios que venham a ser preparados nas diversas regies. A apresentao da doutrina deve ser bblica e litrgica, oferecendo ao mesmo tempo uma doutrina s e adaptada vida actual dos cristos (Relao Final do Snodo Extraordinrio, 7 de dezembro de 1985).

    Logo foi nomeada uma Comisso, coordenada por Joseph Ratzinger, que aps a elaborao de um primeiro projecto enviou s Comisses Episcopais, Bispos e outros interessados, tendo esta tarefa sido dada por concluda em fevereiro de 1992.

  • ESTILO

    - Expe a Doutrina de modo:

    - Simples

    - Claro

    - Conciso.

    - No um Compndio Teolgico;

    - Tem um estilo afirmativo e positivo;

    - Prope o que a Igreja tem por certo;

    - Expe a Doutrina atendendo ao contexto scio-cultural

    do Homem de Hoje.

  • FONTES

    - Sagrada Escritura (Bblia); - Doutrina dos Padres da Igreja;

    - Liturgia da Igreja;

    - Magistrio da Igreja (especialmente o do Vaticano II e Joo Paulo II)

  • DESTINATRIOS

    Em 1 lugar, aos:

    - Bispos,

    - Redactores dos Catecismos Locais,

    - Sacerdotes,

    - Catequistas Coordenadores. Depois:

    - Aos fiis que queiram conhecer melhor a sua f,

    - Aos que desejam saber, com preciso, aquilo em que Cr a Igreja Catlica.

  • DEFINIO DO CATECISMO DA IGREJA CATLICA

    O "Catecismo da Igreja Catlica() uma exposio da f da Igreja e da doutrina catlica, testemunhadas ou iluminadas pela Sagrada Escritura, pela Tradio apostlica e pelo Magistrio da Igreja. Vejo-o como um instrumento vlido e legtimo a servio da comunho eclesial e como uma norma segura para o ensino da f. (FD 4)

    O Catecismo incluir, portanto, coisas novas e velhas (cf. Mt 13,52), porque a f sempre a mesma e simultaneamente fonte de luzes sempre novas. (FD 3)

  • A ESTRUTURA DO CATECISMO DA IGREJA CATLICA 1 PARTE - A PROFISSO DA F CREDO 2 PARTE - A CELEBRAO DO MISTRIO CRISTO 3 PARTE - A VIDA EM CRISTO OS DEZ MANDAMENTOS 4 PARTE - A ORAO CRIST

  • I PARTE A PROFISSO DE F

    1 Seco Eu creio ns cremos Cap. 1 O homem capaz de Deus

    Cap. 2 Deus ao encontro do homem

    Cap. 3 A Resposta do homem a Deus.

    2 Seco A profisso da f crist Cap. 1 Creio em Deus Pai

    Cap. 2 Creio em Jesus Cristo, filho nico

    Cap 3 Creio no Esprito Santo

  • II PARTE A CELEBRAO DO MISTRIO CRISTO

    1 Seco A economia sacramental

    Cap. 1 O Mistrio Pascal no tempo da Igreja

    Cap. 2 A celebrao sacramental do Mistrio Pascal

    2 Seco Os sete sacramentos da Igreja

    Cap. 1 Os sacramentos da iniciao crist

    Cap. 2 Os sacramentos da cura

    Cap 3 Os sacramentos do servio da Comunidade

    Cap 4 As outras celebraes litrgicas

  • III PARTE A VIDA EM CRISTO

    1 Seco A vocao do homem:

    a vida do Esprito

    Cap. 1 A dignidade da pessoa humana

    Cap. 2 A comunidade humana

    Cap. 3 A salvao de Deus: a lei da graa

    2 Seco Os Dez mandamentos

    Cap. 1 Amars o Senhor teu Deus, com todo o teu corao

    Cap. 2 Amars o prximo como a ti mesmo

  • IV PARTE A ORAO CRIST

    1 Seco A orao na vida crist

    Cap. 1 A revelao da orao

    Cap. 2 A tradio da orao

    Cap. 3 A vida da orao

    2 Seco A orao do Senhor: Pai Nosso

  • ESTRUTURA DO CIC

    - Cada uma da 4 partes divididas em 2 seces

    - Cada seco dividida em:

    CAPTULOS

    ARTIGOS

    PARGRAFOS

    SUBTTULOS

    NMEROS

    - No final de cada unidade temtica, h um RESUMO

  • 364 Captulo primeiro

    1042 1405 Desta grande esperana - dos novos cus e da nova terra, onde

    habitar a justia 251

    - no temos garantia mais segura nem sinal mais

    manifesto do que a Eucaristia. Com efeito, cada vez que se celebra este

    mistrio, realiza-se a obra da nossa redeno252

    e ns partimos

    1000 o mesmo po, que remdio de imortalidade, antdoto para no morrer, mas

    viver em Jesus Cristo para sempre 253

    .

    Resumindo:

    1406 Jesus diz: Eu sou o po vivo descido do cu. Quem comer deste po

    viver eternamente [...] Quem come a minha carne e bebe o meu

    sangue tem a vida eterna [...], permanece em Mim, e Eu nele (Jo 6,

    51.54.56).

    251 Cf. 2Pe 3,13. 252 II Conclio do Vaticano, Const. dogm. Lumen Gentium, 3: AAS 57 (1965) 6. 253 Santo Incio de Antioquia, Epstula ad Ephesios, 20, 2: SC 10bis, 76 (FUNK 1, 230).

  • SIGLAS PARA CITAO:

    CCE > Do Original Romano

    CIC > Da Verso Portuguesa

    CatIC > Outras opinies

  • No uma obra autnoma, pois no pretende, de modo nenhum, substituir o Catecismo da Igreja Catlica. Pelo contrrio, remete continuamente para ele, quer mediante a indicao, ponto por ponto, dos nmeros a que se refere, quer atravs da contnua referncia estrutura, ao desenvolvimento e aos seus contedos.

  • DIVISO DO COMPNDIO = CIC

    A primeira parte: A profisso da f (217 perguntas)

    A segunda parte: A celebrao

    do mistrio cristo (perguntas 218 a 356)

    A terceira parte: A vida em Cristo (perguntas 357 a 533)

    A quarta parte: A orao crist (perguntas 534 a 598).

  • DUPLO APNDICE

    A) ORAES COMUNS

    (desde o sinal da Cruz at ao acto de contrio)

    B) FRMULAS DA DOUTRINA CATLICA

    (os sete dons do Esprito Santo, as obras de misericrdia,

    as bem-aventuranas, etc.), tambm em Latim.

    para ajudar sua recitao comum

  • Uma sntese fiel e segura do Catecismo da Igreja Catlica. Ele contm, de maneira concisa, todos os elementos essenciais e fundamentais da f da Igreja, uma espcie de livro de bolso! Bento XVI