Prova Coltec 2006 CAD 2.p65

download Prova Coltec 2006 CAD 2.p65

of 42

  • date post

    08-Jan-2017
  • Category

    Documents

  • view

    224
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Prova Coltec 2006 CAD 2.p65

  • 1EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2QUESTO 01

    Seja AB um segmento de reta. Considere C um ponto entre A e B de talforma que

    AC

    CB

    CB

    AB

    A razo de ouro exatamente o valor da razo entre os comprimentos

    dos segmentos AB e CB, ou seja, CB

    AB .

    Se o comprimento do segmento AB vale 1, podemos ento afirmar que vale

    A)51

    2

    .

    B)51

    2

    .

    C)51

    2

    .

    D)51

    2

    .

  • EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 22

    QUESTO 02

    Em um grupo de 15 pessoas, 7 lem jornal, 5 lem revista e 6 no lemnem jornal nem revista.

    Quantas pessoas lem jornal e revista?

    A) 3

    B) 1

    C) 4

    D) 2

    QUESTO 03

    Ana e Carlos so atletas profissionais, que correm sempre a uma velocidadeconstante: Ana corre a 6 km/h, enquanto Carlos corre a 8 km/h.

    Se Carlos corresse por 3 horas seguidas, quanto tempo Ana deveria correrde modo a percorrer a mesma distncia que Carlos?

    A) 3 horas

    B) 1 hora

    C) 4 horas

    D) 2 horas

  • 3EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2QUESTO 04

    Esta figura representa um crculo inscrito em um quadrado que, por suavez, est inscrito em um outro crculo.

    R

    Sabendo-se que o crculo maior possui raio R, ento o raio do crculo menorvale

    A)2

    R .

    B)2

    2R .

    C)2

    2R .

    D) 2R .

  • EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 24

    A

    B

    C

    DE

    F

    QUESTO 05

    Carolina e Rita decidem brincar de subir pulando os 100 degraus, entre abase e o topo, de uma escada. As duas comeam na base da escada.Carolina resolve subir de quatro em quatro degraus, enquanto Rita preferesubir de cinco em cinco.

    Desta forma, o nmero de degraus em que ambas colocaro os ps ser

    A) 15.

    B) 5.

    C) 20.

    D) 8.

    QUESTO 06

    A escada do problema anterior tem uma estrutura como a representada nodesenho abaixo, onde A a base da escada, B o seu topo e os degraustm todos as mesmas dimenses.

    Como AD mede 15m e CDEF um quadrado de lado 10 m, o nmero dedegraus entre B e C

    A) 40.

    B) 10.

    C) 60.

    D) 34.

  • 5EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2QUESTO 07

    Simplificando-se a expresso

    33

    2428.2428 , obtm-se

    A) 72 .

    B) 4.

    C) 6272 .

    D) 64.

    QUESTO 08

    Um paralelogramo ABCD est inscrito em uma circunferncia de dimetroAC, como indicado nesta figura:

    A

    B

    C

    D

    Sabendo-se que o raio da circunferncia mede 5 cm e que AB mede 6 cm,calcule o permetro do paralelogramo ABCD.

    A) 28

    B) 22

    C) 36

    D) 26

  • EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 26

    QUESTO 09

    A indstria de biscoitos Gulo-Gulo resolveu reduzir o peso do pacote debiscoitos, diminuindo de 200 g para 180 g.

    Como a indstria manteve o preo e os custos da mercadoria, o aumentoobtido no faturamento do biscoito foi de

    A) 10,10%.

    B) 9,00 %.

    C) 11,11%.

    D) 10,00%.

    QUESTO 10

    Este grfico mostra os resultados obtidos pelo Coq nos 7 jogos iniciais deum campeonato de futebol.

    A cada vitria, o time ganha 3 pontos; a cada empate, ganha 1 ponto e acada derrota o time no ganha pontos.

  • 7EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2Qual dos grficos a seguir apresenta CORRETAMENTE os pontosacumulados pelo Coq ao longo do campeonato?

    A)

    B)

    C)

    D)

  • EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 28

    QUESTO 11

    A padaria Mad Baker tem sua produo diria assim distribuda: 60% detodo o po que produz po de sal comum, 25% do total de pes de podoce comum e 15% da produo total de pes especiais. A padariaaumentou seus preos da seguinte forma: 10 % de aumento no po de salcomum, 20 % de aumento no po doce comum e 30 % de aumento nospes especiais.

    Ento podemos afirmar que o aumento total de preos da padaria foi de

    A) 17,5 %.

    B) 12,5%.

    C) 20,0 %.

    D) 15,5 %.

  • 9EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2QUESTO 12

    Sobre as seguintes desigualdades

    I.2

    131

    1 x

    x

    ,

    II. 3531 xxx e

    III. 14)1(2 xx

    CORRETO afirmar que

    A) apenas as afirmativas II e III so falsas.

    B) apenas as afirmativas I e II so falsas.

    C) todas as afirmativas so falsas.

    D) apenas as afirmativas I e III so falsas.

    QUESTO 13

    Hugo precisa empilhar 720 caixas, todas elas iguais e em forma decubo. Sabendo-se que a pilha deve ter uma base quadrada e quetodas as camadas devem ter o mesmo nmero de caixas, Hugo podermont-la de

    A) 4 maneiras diferentes.

    B) 1 maneira apenas.

    C) 6 maneiras diferentes.

    D) 3 maneiras diferentes.

  • EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 210

    Leia atentamente o texto abaixo, para responder as questes 14, 15,16 e 17.

    Para ser classificado como um louco de rua, faz-se necessrio,naturalmente, que um indivduo preencha dois requisitos: ser louco e serde rua. assim, ento, que tais pessoas podem ser pensadas comopersonagens do teatro do mundo, cuja loucura se encena no palco dacidade, em praa pblica. Para que essas condies sejam preenchidas,este louco, evidentemente, ser o louco solto no institucionalizado,aquele que escapou da psiquiatria, da medicalizao e do hospcio. Deum modo geral, ser o louco pobre e sem famlia, ou cuja famlia nopossa dele cuidar. Sem a presena da famlia, no existe quem possa seenvergonhar da publicidade de sua loucura. Na maioria das vezes, aindaque haja excees, sua loucura se acrescenta mendicncia e perambulao, circunscritas a limites que podem ser os da cidade ou umaparte dela, ou ainda, em certos casos, ampliarem-se para reas rurais domunicpio e mesmo abranger cidades vizinhas.

    O louco de rua, dadas as caractersticas de seu modo peculiar devida, encenado no palco da cidade, torna-se uma pessoa conhecida e -por que no ? - clebre, transformando-se em um participante ativo davida da comunidade exatamente pelo seu desvario.

    FERRAZ, Flvio Carvalho. O louco de rua visto atravs da literatura.So Paulo: Faculdade de Psicologia/USP, vol.II, n.2, 2000.

    QUESTO 14

    Tendo em vista a leitura desse texto, pode-se afirmar que ele foi elaboradoa partir de

    A) exemplos.

    B) conceitos.

    C) princpios e conseqncias.

    D) contrastes.

    5

    10

    15

  • 11EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2QUESTO 15

    Assinale a alternativa em que NO se encontram expresses conotadas.

    A) Para que essas condies sejam preenchidas, este louco, evidentemente, sero louco solto no institucionalizado... (linhas 5-6)

    B) assim, ento, que tais pessoas podem ser pensadas como personagens doteatro do mundo... (linhas 3-4)

    C) Sem a presena da famlia, no existe quem possa se envergonhar dapublicidade de sua loucura. (linhas 9-10)

    D) O louco de rua, dadas as caractersticas de seu modo peculiar de vida,encenado no palco da cidade, torna-se uma pessoa conhecida e - por queno? - clebre...(linhas 15-17)

    QUESTO 16

    Assinale a alternativa em que o sentido da circunstncia destacada estINCORRETAMENTE indicado entre colchetes.

    A) Sem a presena da famlia, no existe quem possa se envergonhar dapublicidade de sua loucura. (linhas 9-10) [condio]

    B) Na maioria das vezes, ainda que haja excees, sua loucura se acrescenta mendicncia... (linhas 10-11) [concesso]

    C) ... transformando-se em um participante ativo da vida da comunidadeexatamente pelo seu desvario. (linhas 17-18) [causa]

    D) Para que essas condies sejam preenchidas, esse louco, evidentemente,ser o louco solto... (linhas 5-6) [conformidade]

  • EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 212

    QUESTO 17

    Releia este trecho:

    Na maioria das vezes, ainda que haja excees, sua loucura se acrescenta mendicncia e perambulao, circunscritas a limites que podem ser os da cidadeou uma parte dela, ou ainda, em certos casos, ampliarem-se para reas rurais domunicpio e mesmo abranger cidades vizinhas. (linhas 10-14)

    De fato, a personagem principal de O Grande Mentecapto pratica amendicncia e perambula por vrias cidades mineiras.

    Assinale a alternativa em que a cidade indicada NO faz parte do itinerriode perambulaes de Geraldo Viramundo.

    A) Nova Unio

    B) Belo Horizonte

    C) Uberaba

    D) Montes Claros

  • 13EXAME DE SELEO 2006 - Colgio Tcnico/UFMG - Caderno 2

    2QUESTO 18

    O romance O Grande Mentecapto segue a tradio das narrativaspicarescas. Nessas narrativas, encontramos como protagonista o pcaro,espcie de anti-heri que tem como traos marcantes a astcia, onomadismo e o humor.

    Assinale a alternativa em que a passagem, retirada desse romance, NOest de acordo com o texto acima.

    A) Na realidade, o homem matreiro e suspicaz como bom poltico mineiro, viano debate excelente ocasio de acabar com aquela patuscada que os inimigosda ordem e do progresso haviam inventado.

    B) E foi logo perguntando: Qual o animal que come com o rabo? O professorvacilou pela primeira vez, passando a mo no rosto, pensativo. Elefante ?Seu adversrio contestou: Todos. Nenhum tira o rabo para comer.

    C) O amor agora lhe inspirava novas andanas e Viramundo, fiel ao seu destinode virar o mundo, largou-se de Ouro Preto certa manh, depois de sedespedir do cego Elias, e meteu o p na estrada, emps de sua amada.

    D) Em vez disso perguntou, numa voz bafejada, o mais clerical que lhe foi possvel: s? s - repetiu a viva, temerosamente, e acrescentou: Bem, Padre Tibrio, h mais, e o pior, quero-lhe pedir um conselho