DEGRADAÇÃO DA AMOXICILINA E 17Β-ESTRADIOL EM .MEFFE e BUSTAMANTE, 2014), e seus efeitos sobre

download DEGRADAÇÃO DA AMOXICILINA E 17Β-ESTRADIOL EM .MEFFE e BUSTAMANTE, 2014), e seus efeitos sobre

of 13

  • date post

    10-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of DEGRADAÇÃO DA AMOXICILINA E 17Β-ESTRADIOL EM .MEFFE e BUSTAMANTE, 2014), e seus efeitos sobre

DEGRADAO DA AMOXICILINA E

17-ESTRADIOL EM SOLUO

AQUOSA UTILIZANDO PROCESSOS

OXIDATIVOS AVANADOS.

Ingrid Saiala Cavalcante de Souza Feitosa (UFPE )

i.saiala@hotmail.com

Helder Tenorio Cavalcanti (UFPE )

heldertenorio@gmail.com

Gilson Lima da Silva (UFPE )

glimasilva21@yahoo.com.br

Rogerio Ferreira da Silva (UFPE )

rogerioferreira@yahoo.com.br

AGILSON NASCIMENTO DE SOUZA (UFPE )

agilson_ns@yahoo.com.br

Alm dos poluentes comumente encontrados nos corpos hdricos, uma

das grandes preocupaes mundiais no mbito da preservao dos

padres de qualidade da gua, recurso vital e finito, diz respeito a

presena de micropoluentes, contaminantes da ordem de g L-1 e ng

L-1. O 17-Estradiol e a Amoxicilina so representantes dessa classe

de substncias cuja presena, advinda da ao antrpica, foi

identificada em corpos dgua utilizados para abastecimento e

consumo humano e que despertam ateno devido aos efeitos adversos

que podem causar aos seres vivos, destacando-se a interferncia

endcrina, e ao ambiente. A pesquisa aqui apresentada se dedicou

aplicao de procedimentos de degradao destes contaminantes em

soluo aquosa e avaliao da eficincia destes na sua remoo.

Optou-se pela aplicao de Processos Oxidativos Avanados (POAs),

largamente recomendados na literatura para remoo dessa classe de

poluentes, e utilizou-se o mtodo da Cromatografia Lquida de Alta

Eficincia (CLAE) para apresentao e comparao dos resultados.

Os resultados obtidos permitiram confirmar a eficincia do POA Foto-

Fenton na degradao de Amoxicilina e 17-Estradiol em soluo

aquosa e a utilizao com preciso considervel da tcnica de

Cromatografia Lquida de Alta Eficincia na identificao das

substncias na soluo aquosa e confirmao da degradao destas.

Palavras-chave: Degradao, Amoxicilina, 17-Estradiol

XXXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCO Contribuies da Engenharia de Produo para Melhores Prticas de Gesto e Modernizao do Brasil

Joo Pessoa/PB, Brasil, de 03 a 06 de outubro de 2016.

XXXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCO Contribuies da Engenharia de Produo para Melhores Prticas de Gesto e Modernizao do Brasil

Joo_Pessoa/PB, Brasil, de 03 a 06 de outubro de 2016. .

2

1. Introduo

cada vez mais difcil atingir os objetivos de fornecimento de gua para a populao em

quantidade suficiente s suas necessidades bsicas e com os padres de qualidade

estabelecidos garantidos. Isso ocorre tanto devido crescente demanda quanto ao pouco

cuidado com a preservao dos corpos hdricos. Moraes et al. (2007) destaca os principais

efeitos da atividade antrpica, como os lanamentos de efluentes domsticos e industriais e o

uso e ocupao do solo em locais prximos a bacias hidrogrficas que alteram as condies

naturais desses ambientes, contaminando os corpos receptores com substncias nocivas.

preciso lidar, ainda, com o agravamento, pelas condies climticas, da escassez de gua nos

mananciais para abastecimento, uma realidade que de forma nenhuma nova para o Nordeste

do Brasil, porm est agora presente numa parcela cada vez maior do pas.

Os poluentes hdricos objeto deste trabalho tornaram-se, recentemente, alvo de interesse e

preocupao na comunidade cientfica, como mais um efeito da atividade antrpica, Trata-se

de micropoluentes, presentes no meio ambiente em concentraes na ordem de g L-1

e ng L-

1, capazes de causar efeitos j reconhecidos nos seres vivos, como a interferncia endcrina, e

que no so totalmente removidos pelos processos convencionais de tratamento de gua e

efluentes (BILA, 2005).

Segundo Henriques (2008), os efeitos mais documentados na espcie humana dessa classe de

substncias, a diminuio da qualidade de esperma, a alterao da fertilidade, o aumento do

nmero de abortos espontneos, a alterao da razo macho/fmea, o aumento da frequncia

de deficincias do aparelho reprodutor masculino, principalmente o criptorquidismo e as

hipospadias, o aumento de casos de endometriose e puberdade precoce e o aumento de

diversos tipos de neoplasias.

O presente trabalho tem como objetivo a avaliao da eficincia de tratamentos para a

degradao dos micropoluentes 17-Estradiol e Amoxicilina, identificados em mananciais

hdricos para abastecimento humano e para os quais os mtodos convencionais empregados

nas Estaes de Tratamento de gua e Esgoto so ineficientes. Optou-se pela aplicao de

Processos Oxidativos Avanados (POAs), classe de mtodos indicados na literatura para

remoo dos micropoluentes.

XXXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCO Contribuies da Engenharia de Produo para Melhores Prticas de Gesto e Modernizao do Brasil

Joo_Pessoa/PB, Brasil, de 03 a 06 de outubro de 2016. .

3

2. Referencial Terico

Dentre os poluentes mais comumente encontrados nos corpos hdricos para abastecimento, a

classe dos chamados contaminantes emergentes alvo de crescente preocupao por todo o

mundo. Esses micropoluentes, presentes em concentraes baixssimas de g L-1

e ng L-1

,

incluem frmacos, hormnios naturais e sintticos, subprodutos naturais e drogas ilcitas,

tendo como sua origem principal a descarga de Estaes de Tratamento de Efluentes (ETE).

Frmacos, desreguladores, ou interferentes, endcrinos e poluentes orgnicos persistentes

(POP) so classes de micropoluentes muito investigadas devido, principalmente, aos seus

efeitos no meio ambiente e possibilidade de produo de efeitos adversos aos organismos

expostos a concentraes realmente muito baixas (BILA e DEZOTTI, 2007). Essas

substncias desreguladoras endcrinas presentes nos corpos hdricos tem origem

principalmente nas descargas de efluentes de Estaes de Tratamento de Esgoto (ETEs),

estudos demostram que vrias dessas substncias parecem ser persistentes no meio ambiente e

no so completamente removidas nas ETEs (BILA e DEZOTTI, 2007; CARBALLA; OMIL;

LEMA, 2005).

A presena dessa classe de substncias j foi detectada em reservatrios de gua em diversas

partes do mundo (BENOTTI et al, 2009; SANTOS JUNIOR, 2012 e 2013; NIE et al, 2009;

SODR et al, 2007; GHISELLI & JARDIM, 2007; SILVA et al, 2011; MOLINA et al, 2014;

MEFFE e BUSTAMANTE, 2014), e seus efeitos sobre espcies animais vem sendo relatados

desde a dcada de 50. Sim et al (2011) e Sumpter e Johnson (2008) destacam que alguns

destes compostos so capazes de causar alteraes no sistema endcrino dos seres vivos,

sendo conhecidos como interferentes endcrinos, devido ao fato deles agirem em mecanismos

regulados por hormnios, alm de provocarem efeitos em nveis residuais ou em traos.

No estado de Pernambuco, um dos trabalhos pioneiros nessa rea de pesquisa publicado por

Santos Junior, Silva e Silva (2014) constituiu na investigao da qualidade da gua da Estao

de Tratamento localizada no bairro de Petrpolis em Caruaru, responsvel pelo abastecimento

de cerca de trs quartos desse municpio.

XXXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCO Contribuies da Engenharia de Produo para Melhores Prticas de Gesto e Modernizao do Brasil

Joo_Pessoa/PB, Brasil, de 03 a 06 de outubro de 2016. .

4

Os estrgenos naturais 17-estradiol (E2), estriol (E3), estrona (E1) e o sinttico 17 alfa-

etinilestradiol (EE2), desenvolvido para uso mdico em terapias de reposio hormonal

feminina e mtodos contraceptivos, so os que despertam maiores preocupaes pela contnua

introduo no meio ambiente, sendo todos eles hormnios que possuem a melhor

conformao reconhecida pelos receptores que resultam respostas mximas, por isso so

considerados responsveis pela maioria dos efeitos danosos aos seres vivos causados pela

exposio indevida a estes no meio ambiente (GUIMARES, 2008). A amoxicilina um

antibitico utilizado no tratamento contra infeces bacterianas, amplamente administrado

atravs do uso oral, age de forma a inibir a sntese da membrana celular da bactria, sendo

eliminado principalmente pela urina (SANTOS JUNIOR et al., 2012).

Devido ineficincia de processos convencionais de tratamento de efluentes na remoo

desses micropoluentes, a literatura tem como proposta a aplicao de Processos Oxidativos

Avanados (POA). Nas pesquisas que se concentram na seleo de mtodos para a remoo

desses contaminantes em meio aqutico vm se destacando, como poderosa ferramenta, o uso

de processos oxidativos avanados POA (CUNHA et al, 2007; NAPOLEO, 2011).

O presente trabalho dedicou-se a avaliao de mtodos de degradao dos contaminantes

emergentes 17-estradiol, de comprovada interferncia endcrina, e Amoxicilina, frmaco de

efeito antibitico largamente utilizado pela populao, muitas vezes de forma indiscriminada.

Ambos foram anteriormente identificados em mananciais para abastecimento humano na

cidade de Caruaru (SANTOS JUNIOR; SILVA; SILVA, 2014).

3. Metodologia

Os mtodos de tratamento de gua para degradao dos contaminantes emergentes, exigem

eficcia, robustez e baixo custo, principalmente para pases e regies que no dispem de

recursos hdricos abundantes, e sem que estes mtodos e os produtos destes causem ainda

mais impacto p