Pentecostes (em grego antigo: πεντηκοστή [ ἡ...

Click here to load reader

download Pentecostes (em grego antigo: πεντηκοστή [ ἡ μέρα], pentekostē [hēmera], "o quinquagésimo [dia]") é uma das celebraçőes importantes do calendário cristão,

of 16

  • date post

    18-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    106
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Pentecostes (em grego antigo: πεντηκοστή [ ἡ...

  • Slide 1
  • Slide 2
  • Pentecostes (em grego antigo: [ ], pentekost [hmera], "o quinquagsimo [dia]") uma das celebraes importantes do calendrio cristo, e comemora a descida do Esprito Santo sobre os apstolos de Jesus Cristo. O Pentecostes celebrado 50 dias depois do domingo de Pscoa. O dia de Pentecostes ocorre no dcimo dia depois do dia da Ascenso de Jesus.
  • Slide 3
  • Festa da Colheita ou Sega - no hebraico hag haqasir. Por se tratar de uma colheita de gros, trigo e cevada, essa festa ganhou esse nome. (Ex 23.16)
  • Slide 4
  • Festa das Semanas - no hebraico, hag xabuot. A razo desse nome est no perodo de tempo entre a Pscoa e esta festa, que de sete semanas. Esta festa acontece cinquenta dias depois da Pscoa, com a colheita da cevada; o encerramento acontece com a colheita do trigo. (Ex 34.22; Nm 28.26; Dt 16.10)
  • Slide 5
  • Dia das Primcias dos Frutos - no hebraico yom habikurim. Este nome tem sua razo de ser na entrega de uma oferta voluntria, a Deus, dos primeiros frutos da terra colhidos naquela sega. (Nm 28.26)
  • Slide 6
  • O Pentecostes evidentemente uma festa de origem agrcola sem nenhum motivo histrico. provvel que seja de origem mais tardia que a Pscoa e no tenha tomado forma at os israelitas se tornaram uma comunidade primariamente agrcola em Cana. O comeo da colheita do trigo corresponde a festa dos zimos. Quando a Pscoa e os zimos foram fundidas e fixadas no 14 de Nis, a festa das semanas recebeu uma data regular no calendrio, 7 semanas (50 dias) aps a Pscoa.
  • Slide 7
  • O Pentecostes mencionado mais frequentemente no Novo Testamento que no Antigo; recebe sua importncia na f e na liturgia crists do evento relatado em At 2, a descida do Esprito Santo sobre os discpulos, o dom das lnguas, o discurso de Pedro e a formao da primeira igreja crist. So Lucas faz do Pentecostes "o nascimento da igreja universal".
  • Slide 8
  • A efuso do esprito caracteriza a Igreja na pregao ao Evangelho. Lucas apresenta deliberadamente o contraste entre o grupo inativo e impreparado, reunido antes da descida do esprito e o ativo e eloquente orador que aparece no Pentecostes. Por meio do Esprito, a Igreja sente-se autorizada a cumprir a misso que lhe fora outorgada por Jesus.
  • Slide 9
  • Ao anoitecer desse dia, estando fechadas as portas do lugar onde se achavam os discpulos por medo das autoridades dos judeus, Jesus entrou. (Jo 20.19) Ao anoitecer desse dia, estando fechadas as portas do lugar onde se achavam os discpulos por medo das autoridades dos judeus, Jesus entrou. (Jo 20.19) Assim como o Pai Me enviou, tambm Eu vos envio a vs. (Jo 20.21) Assim como o Pai Me enviou, tambm Eu vos envio a vs. (Jo 20.21) Jesus soprou sobre eles, dizendo: Recebei o Esprito Santo (Jo 20.22) Jesus soprou sobre eles, dizendo: Recebei o Esprito Santo (Jo 20.22)
  • Slide 10
  • Todos ficaram repletos do Esprito Santo, e comearam a falar em outras lnguas, conforme o Esprito lhes concedia que falassem. (At 2.4) Todos ficaram repletos do Esprito Santo, e comearam a falar em outras lnguas, conforme o Esprito lhes concedia que falassem. (At 2.4) Ento Jesus disse-lhes: Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Notcia a toda a humanidade. (Marcos, Apndice 15) Ento Jesus disse-lhes: Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Notcia a toda a humanidade. (Marcos, Apndice 15)
  • Slide 11
  • os obriga a serem testemunhas de Cristo O sacramento da confirmao, que imprime carter, e pelo qual os batizados, continuando o caminho da iniciao crist, so enriquecidos com o dom do Esprito Santo e vinculados mais perfeitamente Igreja, fortalece-os e mais estritamente os obriga a serem testemunhas de Cristo pela palavra e ao e a difundirem e defenderem a f. (Cf. Direito Cannico, Cn. 879).
  • Slide 12
  • os obriga a serem testemunhas de Cristo O sacramento da confirmao, que imprime carter, e pelo qual os batizados, continuando o caminho da iniciao crist, so enriquecidos com o dom do Esprito Santo e vinculados mais perfeitamente Igreja, fortalece-os e mais estritamente os obriga a serem testemunhas de Cristo pela palavra e ao e a difundirem e defenderem a f. (Cf. Direito Cannico, Cn. 879).
  • Slide 13
  • Imposio das Mos - O Bispo impe as mos sobre cada confirmando dizendo a orao: Deus Todo-Poderoso, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, pela gua e pelo Esprito Santo, fizestes renascer estes vossos servos, libertando-os do pecado, enviai-lhes o Esprito Santo Parclito; d- lhes, Senhor, o esprito de sabedoria e inteligncia, o esprito de conselho e fortaleza, o esprito de cincia e piedade e enchei-os do esprito do vosso temor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Esprito Santo.
  • Slide 14
  • Uno com o leo do Santo Crisma - A seguir, o crismando com seu Padrinho, o qual coloca a mo sobre o ombro direito do afilhado, aproximam-se do Bispo. O crismando se possvel ajoelha-se. O Bispo unge a fronte do crismando, dizendo a forma da Confirmao: (Nome do crismando), recebe, por este sinal, o Dom do Esprito Santo. R/Amen. A paz esteja contigo. R/Amen.
  • Slide 15
  • Slide 16
  • Quem pode receber o Sacramento do Crisma? Com que idade se pode receber o Sacramento do Crisma? Por que se tem de preparar para receber este Sacramento? Este Sacramento precisa de Padrinho/Madrinha? Quem administra o Sacramento da Confirmao? Onde deve ser celebrado este Sacramento? Cn. 892 (Direito Cannico) Enquanto possvel, assista ao confirmando um padrinho, a quem cabe cuidar que o confirmando se comporte como verdadeira testemunha de Cristo e cumpra com fidelidade as obrigaes inerentes a esse sacramento. Cn. 893 (Direito Cannico) 1. Para que algum desempenhe o encargo de padrinho, necessrio que preencha as condies mencionadas no cn. 874. Cn. 874 (Direito Cannico) 1. Para que algum seja admitido para assumir o encargo de padrinho, necessrio que: 1 - seja designado pelo batizando, por seus pais ou por quem lhes faz as vezes, ou, na falta deles, pelo prprio proco ou ministro, e tenha aptido e inteno de cumprir esse encargo; 2 - Tenha completado dezasseis anos de idade, a no ser que outra idade tenha sido determinada pelo Bispo diocesano, ou parea ao proco ou ministro que se deva admitir uma exceo por justa causa; 3 - seja catlico, confirmado, j tenha recebido o santssimo sacramento da Eucaristia e leve uma vida de acordo com a f e o encargo que vai assumir; 4 - no tenha sido atingido por nenhuma pena cannica legitimamente irrogada ou declarada; 5 - no seja pai ou me do batizando. Cn. 889 (Direito Cannico) 1. capaz de receber a confirmao todo o batizado ainda no confirmado, e somente ele. 2. Exceto em perigo de morte, para algum receber licitamente a confirmao, se requer, caso tenha uso da razo, que esteja convenientemente preparado, devidamente disposto, e que possa renovar as promessas do batismo. Cn. 890 (Direito Cannico) Os fiis tm a obrigao de receber tempestivamente esse sacramento; os pais, os pastores de almas, principalmente os procos, cuidem que os fiis sejam devidamente instrudos para o receberem e que se aproximem dele em tempo oportuno. A preparao serve para que o fiel conhea melhor a Igreja, Jesus e o Esprito Santo. A preparao deve servir para conduzir a uma unio mais intima com Cristo e uma familiaridade maior com o Esprito Santo, sua ao, seus dons. Cn. 880 (Direito Cannico) 1. O sacramento da confirmao conferido pela uno do crisma na fronte, o que se faz pela imposio da mo e pelas palavras prescritas nos livros litrgicos aprovados. 2. O crisma a se utilizar no sacramento da confirmao deve ser consagrado pelo Bispo, mesmo que o sacramento seja administrado por um presbtero. Cn. 881 (Direito Cannico) conveniente que o sacramento da confirmao seja celebrado na igreja e dentro da missa; por causa justa e razovel, pode ser celebrado fora da missa e em qualquer lugar digno. Cn. 891 (Direito Cannico) O sacramento da confirmao seja conferido aos fiis, mais ou menos na idade da discrio (7 anos completos), a no ser que a Conferncia dos Bispos tenha determinado outra idade, ou haja perigo de morte, ou, a juzo do ministro, uma causa grave aconselhe outra coisa. Cn. 882 (Direito Cannico) O ministro ordinrio da confirmao o Bispo; administra validamente este sacramento tambm o presbtero que tem essa faculdade em virtude do direito comum ou de concesso especial da autoridade competente. Cn. 883 (Direito Cannico) Pelo prprio direito, tm a faculdade de administrar a confirmao: 1 - dentro dos limites de seu territrio, aqueles que pelo direito se equiparam ao Bispo diocesano; 2 - no que se refere pessoa e, questo, o presbtero que, em razo de ofcio ou por mandato do Bispo diocesano, batiza um adulto ou recebe algum j batizado na plena comunho da Igreja catlica; 3 - no que se refere aos que se acham em perigo de morte, o proco, e at qualquer sacerdote.