FÍSICA EJA PROF.ª RISÔLDA FARIAS PROF.º NELSON .• Conceitos básicos de cinemática escalar,

download FÍSICA EJA PROF.ª RISÔLDA FARIAS PROF.º NELSON .• Conceitos básicos de cinemática escalar,

of 33

  • date post

    18-Jan-2019
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of FÍSICA EJA PROF.ª RISÔLDA FARIAS PROF.º NELSON .• Conceitos básicos de cinemática escalar,

1EJA FASEFSICA PROF. RISLDA FARIAS PROF. NELSON BEZERRA

Unidade IVida e Ambiente

CONTEDOS E HABILIDADES

2

Aula 4.1Contedo

Conceitos bsicos de cinemtica escalar, deslocamento s

CONTEDOS E HABILIDADES

3

Habilidade Calcular usando os conceitos fundamentais da

cinemtica, o deslocamento, variao do espao, variao do tempo e velocidade mdia.

CONTEDOS E HABILIDADES

4

Evoluo dos padres de medida; Comprimento; Massa; Tempo; Interpretao de texto cientfico.

Na aula de hoje iremos iniciar o estudo dos movimentos, ou da cinemtica. Iremos conhecer os conceitos bsicos como deslocamento, variao do tempo e velocidade.

REVISO

5

Ao atravessarmos a rua fazemos uso da fsica. De forma inconsciente avaliamos rapidamente se possvel a travessia da rua em segurana. Quais grandezas da cinemtica avaliamos para atravessar a rua?

DESAFIO DO DIA

6

VT 02

DESAFIO DO DIA

7

CinemticaA Cinemtica a parte da Mecnica que estuda os movimentos sem que haja preocupao com suas origens. Alguns conceitos de Cinemtica so muito importantes para a correta compreenso de fenmenos fsicos e pleno entendimento da forma de se construir o raciocnio necessrio para a resoluo de problemas.

AULA

8

Conceitos de cinemtica:Referencial: o referencial o corpo a partir do qual as observaes dos fenmenos so feitas. Como exemplo, podemos imaginar que os passageiros dentro de um carro, tomando o veculo por referencial, estaro em repouso; mas tomando um ponto fixo fora do carro, todos os passageiros estaro em movimento.

AULA

9

AULA

10

Movimento e repouso: a partir da concepo de referencial, podemos entender que movimento e repouso so conceitos relativos, pois o que est em movimento para um observador em determinado referencial pode estar em repouso para outro observador e vice-versa.

AULA

11

AULA

12

Se a Terra for tomada como referencial, podemos dizer que os prdios, as cidades, os pases, tudo est em repouso. Porm, se o Sol for tomado por referencial, a Terra e tudo sobre a sua superfcie possuem movimentos de rotao e translao.

AULA

13

Trajetria: o caminho feito por um corpo que se movimenta em relao a um referencial. Esse conceito tambm relativo, pois dois referenciais diferentes podem ter vises diferentes de um mesmo movimento.

AULA

14

Imagine que uma aeronave libere uma carga com suprimentos em pleno voo. A imagem ao lado mostra as trajetrias da carga vistas por um observador dentro da aeronave e por algum no solo.Para um passageiro na aeronave, a trajetria da carga retilnea; mas para algum no solo, a trajetria uma curva, pois a carga acompanha a aeronave.

AULA

15

Ponto material (ou Partcula): Todo objeto onde dimenses (tamanho) so desprezveis quando comparadas com o movimento estudado.

AULA

16

Corpo extenso: todo objeto onde suas dimenses no podem ser desprezadas quando comparadas com o movimento estudado.

AULA

17

Deslocamento escalar (S)Em fsica, o deslocamento escalar a diferena entre a posio final ( Sf ) e a posio inicial ( Si ) de um mvel no seu movimento. Representa-se por S e no SI vem expresso em metros.

S = Sf - Si

AULA

18

deslocamento escalar = S = 3 - (-4) = 7km

AULA

19

Variao do tempo (t)Variao de tempo equivalente ao tempo utilizado pelo mvel para percorrer a trajetria proposta e pode ser calculado como sendo a subtrao entre o tempo final e o tempo inicial do percurso (t = tf t0).

AULA

20

Na figura a variao do tempo :

t = tf - tit = 20 - 0t = 20s

AULA

21

Velocidade escalar mdiaA velocidade escalar mdia (vm) de um mvel , por definio, a razo entre o deslocamento escalar (S) e o intervalo de tempo (t) gasto para percorr-lo. Assim, a expresso matemtica da velocidade escalar mdia :

AULA

22

SVm

=t

Na equao acima, temos:

Vm velocidade escalar mdia.S variao do espao.t variao do tempo.

AULA

23

O intervalo de tempo (t) a diferena entre o instante inicial to e o instante final t, correspondente ao incio e ao fim do percurso, e representado pela expresso:

t = t- t0

AULA

24

Vejamos que como (t) uma grandeza positiva, VM ter sempre o mesmo sinal de (S). No SI (Sistema Internacional de Unidades), a unidade de medida da velocidade mdia m/s.

AULA

25

Para fazermos as converses m/s para km/h e vice-versa, podemos fazer uso do seguinte esquema:

AULA

26

Exemplo 1:Baseado no esquema da figura, calcule a velocidade mdia desenvolvida pelo veculo.

Si

ti

t = 0h

30km 190km

t = 2ht

f

Sf

AULA

27

Soluo:

SVm

=t

190 - 30

160

Vm

=

Vm

=

Vm

= 80 km/h

2 - 0

2

PREVIEWAULA

28

Exemplo 2:Ao cobrar uma falta em um jogo de futebol, um jogador imprime bola uma velocidade de 43,2 km/h. Sabendo que a bola gasta 3 s at atingir as redes, determine a distncia percorrida.

AULA

29

Soluo:

SVm

=t

S12 =3

S = 12 . 3 S = 36 m

PREVIEWAULA

30

Um automvel parte da cidade de Manaus com destino a cidade de Manacapuru s 10:00 h da manh. A distncia entre as cidades de 100 km. Sabendo que o automvel chega em Manacapuru s 11:30 h. Calcule:

DINMICA LOCAL INTERATIVA

31

a) O deslocamento escalar do automvel.

b) O intervalo de tempo da viagem.

c) A velocidade mdia do automvel em km/h e em m/s.

DINMICA LOCAL INTERATIVA

32

Gabarito da DLI

a) 100 kmb) 1,5 hc) 66,67 km/h ou 18,52 m/s

PREVIEWDINMICA LOCAL INTERATIVA

33